Escolha uma Página

Gestão Ágil de Projetos, tudo o que você precisa saber

Se você está buscando entender o que é a gestão ágil de projetos e como ele pode te ajudar no negócio, esse post foi feito para você.  Aqui irei dizer tudo o que precisa saber sobre o assunto para que possa começar a introduzir no seu negócio.  Boa leitura!  Gestão Ágil de Projetos – O que é?  […]

Data

27 de agosto de 2021

Comentários

Autor

Mário Trentim

Se você está buscando entender o que é a gestão ágil de projetos e como ele pode te ajudar no negócio, esse post foi feito para você. 

Aqui irei dizer tudo o que precisa saber sobre o assunto para que possa começar a introduzir no seu negócio. 

Boa leitura! 

Gestão Ágil de Projetos – O que é? 

A gestão ágil de projetos é uma abordagem utilizada para realizar o gerenciamento de um projeto. 

Assim, a ideia é conseguir dividir o projeto em diversas etapas pequenas, para que seja mais fácil aplicar mudanças sem comprometer o projeto. 

Desta forma, muitas empresas estão buscando por esses métodos ágeis para gerir seus projetos, já que pode ir melhorando o produto a partir de mudanças propostas pelo cliente. 

Todos os métodos são guiados por um manifesto Ágil, um compilado de valores e princípios que direcionam uma boa gestão ágil. 

Abaixo falarei um pouco mais sobre o assunto. 

Como funciona a Gestão Ágil? 

De maneira bem simples a gestão ágil é uma abordagem leve e com uma intervenção mínima para realizar o gerenciamento de projetos. 

Normalmente o projeto é dividido por etapas menores, que geralmente duram de 2 a 4 semanas e ao final de cada uma dessas etapas existe uma reavaliação das prioridades do projeto. 

A partir disso, o gerenciamento do projeto fica muito mais simples e dinâmico. 

O Manifesto Ágil – O que ele é? 

O Manifesto Ágil, é muito claro quando aponta que o desenvolvimento deve estar focado no envolvimento e no comprometimento das pessoas. 

Assim, além de estabelecer a ligação com os processos, que podem mudar, é essencial que as pessoas estejam conectadas e trabalhando com o mesmo fim. 

Para isso ele se baseia em quatro valores: 

  • Os processos e as ferramentas são importantes, mas devem ser usadas de forma pragmática; 
  • O software funcionando é melhor do que documentação abrangente; 
  • A colaboração com o cliente deve estar acima de negociação de contratos; 
  • Responder a todas as mudanças ao invés de seguir um plano. 

Além dos valores, foram declarados doze princípios, deixando as intenções das metodologias ágeis mais claras: 

  • A maior prioridade é satisfazer o cliente através da entrega; 
  • Mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente; 
  • Entregar com frequência software funcionando, de poucas semanas a poucos meses, de preferência com a menor escala possível; 
  • Pessoas de negócio e desenvolvedores devem trabalhar diariamente; 
  • Construa projetos em torno de indivíduos motivados; 
  • A conversa face a face é a melhor maneira de transmitir informações; 
  • O software funcionando é a medida primária de progresso; 
  • Os processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável; 
  • A contínua atenção à excelência técnica e bom design aumenta a agilidade; 
  • Simplicidade – a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado – é essencial; 
  • As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de equipes autogerenciáveis; 
  • Nos intervalores regulares, a equipe avalia como se tornar mais eficaz. 

Quais são os métodos de gestão ágil mais utilizados 

Scrum:  

A partir do Scrum, os projetos são divididos em diversas etapas chamadas Sprints; 

Cada um desses sprint dura entre 2 a 4 semanas e engloba uma série de tarefas que precisam ser realizadas. 

Assim, quando um sprint for finalizado, começa a próxima até que o projeto esteja completo. 

Quem determina as características do projeto a ser entregue é a pessoa que requisitou o projeto. 

Os responsáveis por sua execução são chamados de Time Scrum, que é uma equipe que faz as entregas de cada Sprint. 

Nesse caso, esse time é liderado por uma pessoa que é especializada em Scrum, que tem como principal função facilitar o trabalho das equipes e garantir que todas as entregas estejam de acordo com o que foi pedido pelo cliente. 

Além disso, durante a execução de uma sprint são realizadas reuniões diárias em que a equipe discute quais tarefas da sprint serão realizadas no dia. 

Assim, todos os colaboradores conseguem acompanhar o progresso do projeto. 

Por fim, ao final de cada sprint é realizada uma Sprint Review Meeting. 

Essa é uma reunião que acontece com o objetivo de fazer um relatório do que foi feito durante as semanas que se passaram. 

Kanban:  

O Kanban é uma metodologia visual baseada em quadros de trabalho e cartões. 

Assim, uma equipe pode trabalhar com vários quadros, dependendo dos tipos de funções que desempenham na empresa. 

Os quadros são separados por colunas descritas como: 

  • Pendentes; 
  • Em andamento; 
  • Concluídas. 

Cada um dos cartões tem uma tarefa que precisa ser executada e podem incluir alguns itens como: 

  • Descrição; 
  • Prazo de entrega; 
  • Membros responsáveis por sua execução, entre outros. 

Através desse método, o acompanhamento do processo de cada tarefa dica mais simples, além de esclarecer a responsabilidade de cada participante. 

XP – Extreme Programming:  

O Extreme Programming é uma metodologia que também trabalha com pequenas entregas do projeto, que vão sendo repostadas e disponibilizadas ao cliente, de acordo com a finalização. 

Esse conceito se baseia em quatro itens: 

  • Comunicação, que evita lacunas em processos e problemas entre todos; 
  • Simplicidade, ela deve ser aplicada durante o processo para definir os requisitos até a entrega da solução; 
  • Feedback, consiste em retornar prontamente informações entre os membros; 
  • Coragem, a coragem de dizer não quando necessário. 

Lean:  

Por fim temos a metodologia Lean que incentiva a otimização do processo produtivo de um projeto e assim usar e fazer apenas o necessário. 

Portanto, em alguns lugares ela é chamada de metodologia enxuta. 

O principal benefício da metodologia é a economizar recursos, tempo e esforços das equipes. 

Assim, existem certas práticas que evitam desperdícios, como: 

  • Analisar a execução das tarefas de maneira constante; 
  • Automatizar processos simples e repetitivos; 
  • Criar um modelo de projetos; 
  • Incentivar a integração das equipes. 

Além de economizar, esse método torna o processo mais unificado e bem mais alinhado com as exigências do cliente. 

Assim, com as equipes trabalhando de maneira integrada, já menos retrabalho e conflito de ideias e as entregas também são feitas em menos tempo e com maior qualidade. 

Depois desse post, espero que tenha compreendido o que é a gestão ágil de projeto e como ele pode lhe ajudar a melhorar os resultados do seu negócio. 

Caso tenha ficado com alguma dúvida, deixe uma mensagem no espaço dos comentários para que eu possa lhe ajudar. 

Grande abraço e te espero no próximo post. 

Gestão de Projetos com Mário Trentim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

IMPORTANTE: Assista este curso gratuito e participe dos 3 encontros da Semana GP para emitir seu certificado de 8h

X